TV ALLAMANDA 5
PRO NOTICIAS

Delegado revela como Obadias matou Edilene

ADVOGADO ENTENDE QUE O EX-VEREADOR PODE PEGAR ATÉ 30 ANOS DE CADEIA

Por Edivaldo Gomes em 09/07/2021 às 19:04:40

VÍDEO NO FINAL - COLETIVA COMPLETA NA SEGUNDA NA TV ALLAMANDA SBT

Sufocada em uma rede. Foi dessa forma que o ex-vereador por Ji-Paraná, Obadias Ferreira da Silva, matou Edilene Vieira da Silva, 29 anos. Ela estava desaparecida desde 13 de Abril.

Conforme o delegado Júlio César, que coordenou as investigações, após preso e com todas as provas desmentindo a versão de que era amante de Edilene, Obadias resolveu confessar o crime. Antes porém, um vizinho contou para a policia que ouviu gritos de socorro na ocasião dos fatos e só com o réu confesso preso teve coragem de contar.

Júlio César destacou a importância da prisão temporária, que sempre colabora para que novos fatos venham à tona. Essa colaboração do vizinho foi fundamental para desmentir a versão do assassino e fazer com que ele confessasse o fato.

Obadias, porém, mesmo assumindo o caso extraconjugal, disse que matou Edilene em legítima defesa, pois ela insistia em mudar-se para a casa nova e foi até o local e, durante uma discussão, ela enfiou a mão na bolsa e "imaginando que iria puxar uma arma eu a sufoquei na rede", disse Obadias. Versão que conforme o delegado, é colocada por terra mediantes muitas outras provas.

Existe a possibilidade do ex-vereador manter o relacionamento com a vítima desde quando ela tinha 13 anos de idade.

No vídeo que foi ao ar hoje, pela TV Allamanda SBT, também foi consultado o advogado criminalista Delaías Souza de Jesus. Conforme ele, Obadias pode pegar até 30 anos de prisão.

Outros detalhes, como várias amantes do ex-vereador, e possíveis outros crimes vão ao ar na programação de segunda-feira da TV Allamanda SBT de Ji-Paraná.

No vídeo abaixo os detalhes principais da coletiva do delegado Júlio César, sendo:

1 – Detalhes da confissão e como a vítima foi executada

2 – Advogado Delaias Souza de Jesus

3 – Vídeo com imagens exclusivas divulgadas pela Polícia Civil, áudio alterado devido a direitos autorais.



Comunicar erro
TV ALLAMANDA

Comentários

PRO NOTICIAS